• Ma. Viviane Rodrigues

OUTRA "PARTILHA DO SENSÍVEL"*


Eu gosto daquela pitanga que de tão madura, - vestida daquele vermelho carnudo e apetitoso - quando você toca suave (carícia de vento)

ela se entrega toda, e cai dada e solta , na palma da mão.



“Denomino partilha do sensível o sistema de evidências sensíveis que revela, ao mesmo tempo, a existência de um comum e dos recortes que nele definem lugares e partes respectivas. Uma partilha do sensível fixa portanto, ao mesmo tempo, um comum partilhado e partes exclusivas. Essa repartição das partes e dos lugares se funda numa partilha de espaços, tempos e tipos de atividade que determina propriamente a maneira como um comum se presta à participação e como uns e outros tomam parte nessa partilha” (RANCIÈRE, 2005, p. 15).


11 visualizações